ANGRA DOS REIS >> TENTATIVA DE ESTUPRO E PROTESTO NA ILHA GRANDE

Um protesto na Vila do Abraão no município de Angra dos Reis marcou o dia seguinte a uma tentativa de estupro ocorrido na paradisíaca Ilha Grande, localizada na costa verde do estado do Rio de Janeiro.
Foto 2 …. Vestidas de preto e com velas acesas, mulheres levaram cartazes de repúdio à agressão Foto: Domingos Peixoto

Uma mulher argentina que mora na ilha sofreu uma tentativa de estupro durante a madrugada anterior. O suspeito do crime, um baiano, foi preso e encaminhado para à Delegacia Especial de Atendimento à Mulher de Angra dos Reis.

Com cartazes e vestidas de preto carregando velas acesas,moradores da Ilha Grande e turistas, em sua maioria mulheres, protestaram contra a agressão e pediam o fim da violência contra a mulher.

Algumas das frases usadas durante a manifestação clamavam : “Não me machuque, não me obrigue, não me proíba, não me mate. É direito meu ser mulher”, “Meu corpo não é público….” , entre outras!

 
O CASO 


A argentina, que reside na Ilha Grande, contou à polícia que voltava para casa quando foi abordada por um homem que a forçou agressivamente a ir para a beira de um riacho, onde o suspeito tentou violentá-la, sexualmente. O crime não foi consumado, porque a mulher conseguiu fugir e pedir ajuda. Com a resistência á agressão, a mulher teve as roupas rasgadas e foi ferida no rosto com socos e uma pedra.

Seus gritos de socorro chamaram a atenção de outros moradores. O homem tentou fugir, mas foi alcançado pelas testemunhas da violência, apanhou mas conseguindo fugir em seguida.

Ele foi encontrado pela PM escondido em uma residência e levado para o posto médico, onde negou as acusações, porém foi reconhecido como autor do crime pela vítima.

A mulher foi encaminhada para o Hospital Geral da Japuíba, em Angra dos Reis. Seu estado de saúde não foi divulgado.

Em nota, a Polícia Militar confirmou que equipes do 33º BPM (Angra dos Reis) foram acionadas na madrugada de segunda-feira (24) por pedestres que informaram sobre um possível estupro na Vila do Abraão. Até o momento, a Polícia Civil não respondeu aos questionamentos. 

O jovem, de 23 anos, suspeito de tentativa de estupro foi transferido nesta quarta-feira (26), da cela provisória da 166ª DP (Angra dos Reis) para o Sistema Penitenciário do Estado do Rio de Janeiro

VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER 

Um levantamento do Instituto de Segurança Pública (ISP), que traz informações relativas à violência contra a mulher no Estado do Rio de Janeiro, registrou 4.543 casos de estupro em 2018. O relatório aponta ainda que a cada 24 horas, doze mulheres são vítimas de estupro. Cerca de 44% dos agressores eram pessoas do convívio da vítima e 70% das mulheres eram menores de idade

 
Foram registrados em 2018, 68 casos na 166ª DP (Angra dos Reis).
 
VEJA MAIS INFORMAÇÕES NO SITE > > EXTRA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s