COBRAS EM BRASILIA

DEPOIS DA CAPTURA DA NAJA QUE PICOU DONO POLICIA ENCONTRA MAIS 16 SERPENTES

O Batalhão de Polícia Militar Ambiental (BPMA) do Distrito Federal suspeita que as 16 cobras exóticas que estavam escondidas no núcleo rural Taquara, no Distrito Federal pertençam a Pedro Henrique,  que na noite de terça-feira (7), foi mordido por uma cobra da espécie naja.  A apreensão foi feita após uma denúncia anônima.

Os animais apreendidos foram levados para a delegacia do Gama (cidade satélite de Brasília) e, de lá, foram encaminhadas para o Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) para que seja realizada a identificação das espécies.

No Hospital Maria Auxiliadora desde a última terça-feira Pedro Henrique, que é estudante de medicina veterinária com ênfase em animais silvestres e exóticos, saiu do coma, segundo informações dos familiares e amigos.

O jovem passou a ser investigado pela Polícia Civil do Distrito Federal sob suspeita de integrar ou ter contato com uma rede de tráfico de animais . Circulava nas redes sociais a informação de que o jovem era estudante da Universidade de Brasília (UNB) e que a cobra teria vindo de lá, mas a instituição afirma que a cobra não pertence à instituição.

“O rapaz faz estágio na área de animais silvestres da Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária, mas o incidente não ocorreu na UnB (nem no local onde ele atua nem em outra área da Universidade). O animal não pertence à UnB. De todo modo, a UnB manifesta solidariedade ao jovem e a seus familiares e deseja sua pronta recuperação. Também aproveita para ressaltar a importância da cautela no trato com animais, em qualquer situação”, diz a nota.

O jovem ainda respira com ajuda de aparelhos. As informações sobre a saúde do jovem não foram divulgadas a pedido da família, mas a unidade informou que ele apresentou uma leve melhora, porém o estado ainda é grave .

O jovem teve parte do braço necrosado e lesões no coração por conta do veneno do animal. O delegado da 14ª Delegacia de Polícia Civil, localizada no Gama, identificou na residência do jovem elementos que apontam para um criadouro de cobras

VEJA A NOTICIA NO SITE ÚLTIMOSEGUNDO

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s