HUMANOS “CHIPADOS”

VOCÊ ACEITARIA TER UM CHIP NO CÉREBRO?

A Neuralink, startup de biotecnologia de Elon Musk, marcou um evento para sexta-feira (28), onde pretende divulgar seus avanços do último ano. Apesar de a empresa não ter revelado detalhes sobre a apresentação, a expectativa é que aconteçam demonstrações ao vivo de seus “chips cerebrais”.

No dia 30 de julho, Musk comentou o evento no Twitter.

“Neurônios funcionando em tempo real no dia 28 de agosto. O Matrix dentro do Matrix”, o executivo escreveu na publicação, que gerou rumores sobre a evolução da tecnologia, intitulada BCI, sigla para Brain Computer Interface (Interface cérebro-computador, na tradução livre).

Em 2019, a startup informou que a tecnologia seria testada em humanos neste ano. Poucos meses depois, Musk sugeriu que a empresa teria alcançado novas conquistas.

“Espere até ver a próxima versão vs [em comparação com] o que foi apresentado no ano passado”, afirmou, fazendo uma referência ao robô cirurgião da Neuralink.

O projeto tem como objetivo viabilizar conexões entre o cérebro humano e máquinas externas, permitindo que esses equipamentos sejam controlados pelos usuários através de seus pensamentos — o que poderia ser especialmente útil para pessoas com necessidades especiais.

Para possibilitar essa simbiose, é necessário instalar um chip no cérebro das pessoas (especialidade do robô cirurgião desenvolvido pela empresa). Com a instalação, os pensamentos dos usuários são lidos pelo chip e transformados em comandos para uma determinada máquina — que pode ser, por exemplo, um computador.

Embora essa ideia já seja um tanto quanto ambiciosa, Musk decidiu elevar ainda mais a expectativa dos internautas no mês passado, afirmando que esses dispositivos vão reproduzir músicas diretamente no cérebro das pessoas e até liberar hormônios como ocitocina e serotonina.

Com os próximos anúncios da empresa, seria possível saber em que fase de desenvolvimento da tecnologia está. Para não perder nenhuma novidade do evento, fique ligado em nosso site!

Elon Musk é famoso por trazer o “futurismo” para o presente. Ao lado de carros autônomos e foguetes reutilizáveis, mais um negócio comandado pelo empresário pretende mudar paradigmas: o Neuralink quer permitir que a tecnologia seja controlada pelo pensamento. Musk apresentou nesta semana fios de eletrodos que podem ser implantados dentro do cérebro e se conectarem com computadores.

A inovação visa facilitar a rotina de quem tem algum tipo de paralisia, teve membros superiores amputados ou que, por algum motivo, não consiga acessar a tecnologia do modo convencional. Implantes cerebrais não são exatamente uma novidade, mas o jeito como são feitos hoje não permite que sejam usados em larga escala para melhorar a vida das pessoas.

O Neuralink pretende melhorar os problemas dos métodos anteriores para poder ser testado em pessoas já no próximo ano. Veja Elon Musk anunciando a novidade:

Como funciona

Os eletrodos do Neuralink são mais finos que um fio de cabelo, sendo quase invisíveis a olho nu. Ao contrário do método tradicional de fazer furos no crânio para inseri-los, os eletrodos são implantados por um robô cirúrgico que usa laser para criar pequenos orifícios de 2 mm.

Os fios se conectam com um dispositivo localizado atrás da orelha que se comunica por Bluetooth. O primeiro chip da empresa, o N1, será testado em humanos no próximo ano

VEJA A NOTICIA NO SITE TECMUNDO

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s