TRAGÉDIA COM MOEDOR DE CANA

EM CAETÉ UM HOMEM MORREU DEPOIS DE TER O BRAÇO DILACERADO POR MÁQUINA

Após uma parada cardiorrespiratória,  bombeiros tentaram reanimá-lo mas a vitima não resistiu.

Ele sofreu intensa hemorragia em função do acidente

Um funcionário de um alambique artesanal de cachaça morreu na manhã desta terça-feira (dia 20) com parada cardiorrespiratória e hemorragia após ter seu braço engolido e dilacerado por uma máquina de moer cana. Equipes do Corpo de Bombeiros tentaram reanimá-lo, entretanto, ele não resistiu à parada e nem à intensa perda de sangue.

Sabe-se até o momento que o rapaz de 37 operava uma máquina usada para preparo de cachaça quando a manga de sua camisa acabou presa a uma das engrenagens. A força do maquinário puxou a roupa dele e também seu braço. Militares mantém a suspeita de que próximo do pescoço dele tenha ocorrido também uma fratura cervical.

A fábrica em que o acidente aconteceu pertence a um sítio familiar, ermo e onde não há sinal de telefone em Caeté, na região metropolitana de Belo Horizonte, no caminho para o município de Roças Novas.

De acordo com bombeiros, um protocolo de reanimação foi feito para tentar ressuscitar o homem, o que não aconteceu. Houve muita perda de sangue em função da laceração no braço, e ele não resistiu, tendo morrido sem sequer ter havido tempo para que ele fosse levado a uma unidade de saúde. A perícia da Polícia Civil foi acionada para apurar os motivos do acidente

VEJA A NOTICIA NO SITE OTEMPO, RADIO ITATIAIA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s