DESCOBERTO POÇO DE 180 METROS DIÂMETRO EM MARTE

Astrônomos irão analisar se fenômeno estaria ligado a uma rede de túneis subterrâneos deixados para trás por canais de lava

O Mars Reconnaissance (MRO, na sigla em inglês), uma sonda da Nasa, a agência espacial norte-americana, lançada em 2005 a com o objetivo de procurar evidências da existência de água no passado remoto de Marte, encontrou um poço de aproximadamente 180 metros de diâmetro durante sua expedição pelo planeta vermelho. Os resultados foram publicados no domingo (21) pelo geofísico da Nasa Ross Bayer no blog do HiRISE, o instrumento telescópio que a voa a bordo do MRO.

Na foto clareada pelos astrônomos – a original mostrava um buraco escuro –, é possível observar dois aspectos sobre o local: a “áspera parede leste do fosso” e o chão, “que parece ser de areia lisa e desce para o sudeste.”

Foto do poço original (à esquerda) e clareada (à direita)

Os pesquisadores vão analisar agora se o poço é um fenômeno isolado ou se estaria ligado a uma rede de túneis subterrâneos deixados para trás por canais de lava de fluxo rápido, como as “claraboias” dos tubos de lava dos vulcões do Havaí, nos Estados Unidos.

A hipótese de que vulcões antigos podem ter deixado grandes tubos de lava cavernosos na superfície de Marte já é antiga. Alguns cientistas, inclusive, defendem que elas podem ter tamanho suficiente para abrigar bases planetárias em uma possível colonização humana do planeta vermelho.

ANOS ATRÁS JÁ SE FALAVA SOBRE POÇOS EM MARTE

5 de junho de 2017

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s