DEUSAS KUMARI

A vida das meninas que são consideradas deusas até menstruarem no Nepal

16 dezembro 2016

Kumari
Legenda da foto,’Olho de fogo’ na testa: condição divina permite enxergar outras dimensões

Em muitas tradições religiosas, as deusas existem apenas no plano espiritual, sendo representadas por estátuas e imagens.

No Nepal, no entanto, elas ganham vida sob a forma de garotas, conhecidas como kumari (meninas virgens).

Há séculos, tanto hindus quanto budistas do Vale de Katmandu reverenciam e idolatram essas crianças. Eles acreditam que elas estão possuídas pela deusa hindu Taleju.

“A perfeição e a pureza de alma e de coração são alguns requisitos necessários para se tornar uma divindade viva”, diz à BBC Chanira Bajracharya, kumari dos cinco aos 15 anos.PUBLICIDADEhttps://4ee47523f83b2e26c24b5c2da000e94c.safeframe.googlesyndication.com/safeframe/1-0-38/html/container.html

Ser uma deusa kumari não é uma tarefa fácil. Elas não podem ir à escola, só podem se comunicar com um grupo seleto e não têm permissão para caminhar fora do templo onde residem.Pule Talvez também te interesse e continue lendoTalvez também te interesse

Fim do Talvez também te interesse

Além disso, espera-se que elas fiquem em silêncio por longas horas enquanto abençoam milhares de fiéis durante os festivais.

Kumari
Legenda da foto,Durante as festividades, fiéis fazem fila para receber a benção da kumari

Há kumaris em todo o território do Nepal – em algumas cidades existem várias, mas a mais conhecida é a kumari real de Katmandu.

Requisitos

As deusas são escolhidas entre as pré-adolescentes da comunidade Newari, predominante no Vale de Katmandu.

Como trata-se de uma crença de origem budista e hindu, sacerdotes de ambas as religiões e um astrólogo se certificam que a virgem selecionada tem os 32 lachhins, atributos físicos e psicológicos, assim como Buda.

Muitas características exigidas são relacionadas a características de animais – como “pernas de cervos” ou voz clara como a de um pato. Elas também devem ter dentes perfeitos, histórico médico impecável e cabelos e olhos bem escuros.

A kumari real de Kathmandu, que se diferencia das demais, deve ter o mesmo signo zodiacal do presidente da República – acredita-se que isso garante prosperidade ao país.

Elas também são submetidas a vários testes para provar sua coragem, como velar cabeças de gado morto durante a noite.

Reinado breve

Acredita-se que a tradição começou por volta do século 12.

Kumari
Legenda da foto,O reinado de uma kumari acaba com sua primera menstruação

O dever de uma kumari é proteger a cidade. Mas seu reinado é curto: dura apenas alguns anos, até que venha sua primeira menstruação.

Segundo a crença popular, nessa fase a deusa Taleju deixa seu corpo e começa a buscar outra menina virgem.

Em seguida, vem a parte difícil: a transição da deusa para uma adolescente normal. Para muitas kumaris, esse processo pode ser traumático.

Após anos praticamente isoladas, elas precisam aprender a fazer amigos, andar pelas ruas e ir à escola.

A maioria delas defende, no entanto, que esta tradição ancestral deve continuar, já que representa a identidade espiritual e cultural do país.

Denúncias

As kumaris vivem confinadas em templos – os membros de sua família são responsáveis ​​por cuidar delas.

Kumari Bahal
Legenda da foto,A kumari de Katmandu vive no Kumari Ghar, palácio no centro da cidade

O isolamento a que são submetidas durante toda a infância levou organizações de defesa dos direitos humanos a denunciar a situação.

Para Subin Mulmi, advogado e humanista nepalês, as regras rigorosas de pureza e isolamento em torno das kumaris são um ataque à liberdade e à educação das meninas.

Em 2008, a Suprema Corte do país determinou a abertura de uma investigação para apurar as condições de vida das kumaris. Após a conclusão do inquérito, a Justiça decidiu que as crianças deviam ter mais liberdade e acesso à educação.

Mas, apesar disso, a rotina delas segue praticamente a mesma.

Aos olhos de muitos nepaleses que vivem na pobreza, é melhor crescer na pele de uma deusa, mesmo que praticamente enclausurado, do que na rua

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s