MUNDO ANIMAL

24/07/2020

BALEIAS DE BARBATANA MUDARAM SUA DISTRIBUIÇÃO NO ATLÂNTICO NORTE OCIDENTAL

Uma década de dados acústicos revela mudanças na distribuição em quatro espécies de baleias desde 2010. O aquecimento das águas oceânicas e a mudança de presas podem estar entre os motivos.

Os pesquisadores usam gravações acústicas passivas de chamadas de baleias para rastrear seus movimentos. Eles descobriram que quatro das seis espécies de baleias encontradas no oeste do Oceano Atlântico Norte mudaram seus padrões de distribuição na última década. As gravações foram feitas ao longo de 10 anos por dispositivos ancorados no fundo do mar em quase 300 locais do Mar do Caribe ao oeste da Groenlândia.

1280_kUHA2SPQ2SZ9

“Todas as quatro espécies de baleias estavam presentes nas águas do sudeste dos EUA até a Groenlândia, com as jubarte presentes no mar do Caribe”, disse Genevieve Davis, acústica sênior do Centro de Ciência das Pescas do Nordeste de Woods Hole, Massachusetts e principal autora do estudo. . “Essas quatro espécies foram detectadas em todas as regiões no inverno, sugerindo que as baleias estão amplamente distribuídas durante esses meses. As baleias jubarte, sei, barbatana e azul também mostraram mudanças significativas no local em que foram detectadas entre os dois períodos considerados neste estudo: antes e depois de 2010. ”

1280_g8i34nnsYCI7

As jubarte foram detectadas em todas as regiões e estão gastando mais tempo lá do que os pesquisadores pensavam. Foto: NOAA Pesca

VEJA A NOTICIA NO SITE DA NOAA

24/07/2020

TARTARUGAS-DE-PENTE NO HAVAÍ

Novas descobertas sobre essa misteriosa espécie em extinção.

1

Uma tartaruga-de-pente em Maui ocidental, Hawai`i. Foto: Don McLeish

Recentemente, uma equipe de pesquisadores e colaboradores da NOAA lançou luz sobre a pequena população de tartarugas marinhas ameaçadas de extinção no Havaí.

Um estudo revelou que a maioria tartarugas-de-pente havaianas passam a vida inteira no arquipélago, tornando-os verdadeiros habitantes do Havaí. O estudo também revelou que, há muito tempo, o Havaí provavelmente servia como um “trampolim” para que as tartarugas-de-pente colonizassem outras partes do Oceano Pacífico.

Tartarugas-de-pente no Havaí

A maioria das tartarugas marinhas filhotes emergem de seus ninhos e viajam longas distâncias através do oceano aberto para se estabelecerem em habitats de alimentação próximos da costa quando jovens. Lá, eles continuam a se alimentar e crescer. Tartarugas de muitas partes diferentes do mundo podem habitar em um único habitat de alimentação. Mas quando atingem a maturidade sexual, as fêmeas retornam à praia de nidificação, onde nasceram para criar seus próprios ninhos. Após várias gerações do mesmo padrão de migração, uma população de nidificação pode se tornar geneticamente única.

2

Uma tartaruga-de-pente juvenil desliza por cima do habitat do recife de coral. Foto: NOAA Pesca

A tartaruga-de-pente, ameaçada de extinção, ou “Honuʻea”, no Havaí, vive e se alimenta nas águas costeiras ao redor do arquipélago havaiano. Elas gostam particularmente de áreas de recifes de coral saudáveis, onde seus bicos estreitos lhes permitem acessar esponjas – um de seus itens alimentares favoritos. As tartarugas-de-pente são muito raras no Havaí em comparação com a tartaruga verde (ou “Honu” em havaiano), que supera as tartarugas-de-pente em cerca de 100 para um.  Vemos menos de 15 fêmeas aninhando anualmente em todo o arquipélago. De fato, essa pode ser uma das menores populações de tartarugas marinhas do mundo.

3

Uma tartaruga-de-pente adulta que aninha-se na ilha do Havaí. Foto: Projeto da Ilha do Havaí.

VEJA A NOTICIA NO SITE NOAA

 
26/08/2019

 

Pinguim é resgatado no Frade, em Angra dos Reis
Pinguim é resgatado no Frade, em Angra dos Reis — Foto: Divulgação
Quem avistar animais marinhos encalhados em praias, mortos ou debilitados, deve entrar em contato com o número 0800-009-5444.
 
26/08/2019 13h08
 
Um pinguim foi encontrado e resgatado na manhã desta segunda-feira (26) em Angra dos Reis, no litoral da Costa Verde do Rio de Janeiro. De acordo com o Centro de Tecnologia Animal (CTA), ele foi localizado na Marina Cacolaco,no Frade.
 
Técnicos do Projeto de Monitoramento de Praia da Bacia de Santos (PMP-BS) foram ao local para resgatar o pinguim da espécie Spheniscus magellanicus, também conhecido como pinguim-de-magalhães. O animal será atendido por veterinários e em seguida será reabilitado.
 
De acordo com o CTA, os pinguins se perdem em correntes marítimas e quando surgem nas praias da região, normalmente já estão fracos e debilitados. Quem avistar animais marinhos encalhados em praias, mortos ou debilitados, deve entrar em contato com o número do PMP-BS através do 0800-009-5444.
 
ANGRA DOS REIS
 
 
VEJA A NOTICIA NO SITE >   G1Sul do Rio





10/08/2019

RARA LAGARTIXA DO PACÍFICO, QUE JÁ FOI CONSIDERADA EXTINTA, FOI ENCONTRADA EM ENCOMENDA NOS CORREIOS DE SÃO PAULO
19/03/2012
Veja no site > G1
08/01/2012
Veja no site > O Tempo
10/08/2011
Veja a noticia completa no site > msn verde
01/08/2011

Veja a noticia no site > G1
Fotógrafo > Péterfi Dániel
22/06/2011
Veja a noticia completa no site > G1 Natureza
21/05/2011
Veja no site da > PMMG
09/03/2011
Veja no site > G1
03/03/2011
Veja a noticia completa no site> G1
Veja a noticia completa no site > G1
01/03/2011
Cobra devora perereca em 45 minutos
Veja a noticia no site> G1
24/02/2011
Criminoso
Veja a noticia completa no site> Estado de Minas
Veja a noticia completa no site > Galileu
 
 
 
Veja a noticia completa no site > Revista Galileu
 
Veja a noticia completa no site> HojeemDia
Veja mais fotos e a noticia completa no site > G1
Veja a noticia completa no site> G1
Veja a noticia completa no site >O Tempo



 
 
 
 
 
 
 
Veja a noticia completa no site > R7


Castores construtores

Veja noticia completa no site > Ciência hoje

Filhote da pesada 

 

 

Veja imagens no site > R7

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s